Escola na Itália: como funciona o sistema de ensino

Como é o sistema de ensino e escola na Itália

Escola na Itália: como funciona o sistema de ensino

No post de hoje iremos falar sobre a escola na Itália. Desde a educação infantil para quem pretende morar na Itália com sua família, até a universidade para quem pretende ir à Itália para estudar.

O ano acadêmico na Itália é bem diferente do Brasil, pois, ao invés de começar em fevereiro, começa em setembro depois do verão na Europa, e termina no início de junho.

Por esse motivo as férias maiores acontecem no meio do ano, durante o verão e no fim do ano há apenas um recesso devido às festas de Natal e Ano Novo.

Na Itália existem escolas particulares e públicas, sendo que as escolas públicas têm ensino de ótima qualidade e a maioria das escolas privadas são para crianças que necessitam de um acompanhamento especial.

Na Itália a educação não só é direito de todos os cidadãos, como também, a partir dos 6 anos, quando começa a fase de alfabetização, ela é obrigatória. Isto é, se os pais que não matriculam seus filhos na escola estão sujeitos a receber multas.

A escola na Itália também é direito de todos os estrangeiros residentes legalmente no país. Seus filhos também são obrigados a estudar e, se não tiver o domínio da língua italiana, eles recebem ajuda de um professor que o guiará no aprendizado e na integração com os colegas.

ESCOLA NA ITÁLIA

O órgão responsável pela educação na Itália é o Ministério da Educação Universidade e Pesquisa (MIUR). A estrutura da escola na Itália é dividida da seguinte forma:

Educação Pré-Escola chamada na Itália de Istruzione Prescolatica ou Asilo:  2,5 até 5/6 anos.

Escola Primária chamada na Itália de Istruzione Primaria ou Elementare: 5/6 até  10/11 anos.

Escola Secundária chamada na Itália de Isruzione secondaria, que é dividida em Scuola Secundaria de I Grado (Media) e Scuola secondaria di II grado (Scuola Superiore): 10/11 até 18/19 anos.

Escola Superior chamada na Itália de Isruzione Superiore e Università: 18/19 até 23/24 anos.

Veja na tabela abaixo cada fase citada do sistema de ensino na Itália:

Estrutura da escola na Itália
Estrutura do sistema de ensino na Itália

Pré-Escola (Scuola Delli Infanzia)

A Educação Infantil não é obrigatória e foi criada para ajudar na formação da identidade das crianças e no desenvolvimento das suas habilidades sensoriais e intelectuais.

Antes da Pré-escola existe a Creche (ou Berçário) que na Itália é chamado de Asilo nido, que são para crianças na idade de 3 meses a 2 anos e meio.

A partir dos 2 anos e meio as crianças vão para a Scuola dell’infanzia até seus 5 anos.

Em comuni maiores as Pré-escolas públicas não têm muitas vagas e, por não ser obrigatório, acabam dando preferência para famílias que não podem pagar particular e pais que trabalham fora.

Scuola Primaria ou Scuola Elementare

A escola primária é dividida em 5 séries e é para crianças de 6 a 11 anos. A escola na Itália, geralmente, tem salas de aula com no máximo 25 alunos.

No último ano da Scuola Primaria, os alunos precisam fazer uma avaliação para que possam ir para a Scuola Secondaria di Primo Grado. A avaliação consiste em duas provas escritas e uma entrevista oral.

Scuola Secondaria di I Grado ou Scuola Media

Esta é a primeira etapa da Escola Secundária e é dividida em 3 séries, para alunos na faixa de 11 e 14 anos. Nesse período, além das matérias obrigatórias, os alunos têm direito a atividades extracurriculares. E quando completam os 3 anos, os alunos são avaliados para que possam ir para a Scuola Secondaria di II Grado.

Scuola Secondaria di II Grado

A Scuola secondaria di II Grado (também chamado de Scuola Superiore) tem duração de cinco anos.

Quem chegar ao final precisará fazer o Esame d`Estato, uma espécie de Enem obrigatório para quem quiser ingressar depois na Università.

Università

O ensino superior da Itália, assim como a maioria dos países da União Europeia, é dividido em três partes. Primeiramente são as graduações, que duram cerca de três anos. Em seguida, são os mestrados e as pós-graduações, que duram por volta de dois anos. E por fim, os doutorados e outros diplomas acadêmicos referentes a pesquisas mais avançadas, nesses casos a duração de cada curso pode variar.

CUSTO

Na Itália, mesmo as escolas públicas cobram uma taxa de contribuição dos pais. Essa taxa pode ser paga em parcelas de 8 a 10 vezes e seu valor varia de acordo com a região da Itália e da renda da família, como por exemplo, famílias com renda mínima o valor é de aproximadamente 150 euros para Scuola della Infanzia.

A Scuola Primaria e Scuola Secondaria di I Grado são gratuitas, tem apenas uma taxa da mensa (cantina) que é de aproximadamente 30 euros. Além, se tiver atividades extracurriculares como laboratório de música e científico, também é cobrada uma taxa que varia de acordo com a escola.

MATRÍCULA

Para que você possa matricular seu filho na escola na Itália você precisa ser um residente legal, ter um documento de identidade (pode ser o passaporte) e ter a certidão de nascimento traduzida para o italiano ou passaporte do menor.

As escolas pedem os certificados escolares com tradução juramentada para o italiano e que os mesmos sejam validos pelo Consulado Italiano.

Para saber como validar diploma e certificados leia o artigo “Como faz para validar diploma na Itália?“.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Reset password

Recover your password

A password reset link will be e-mailed to you.

Back to