Aluguel na Itália para Cidadania Italiana

Aluguel na Itália para cidadania italiana

Aluguel na Itália para Cidadania Italiana

Depois que encontrar os documentos necessários, o aluguel na Itália é a parte mais difícil no reconhecimento da cidadania italiana na Itália. Isso porque existe algumas dificuldades e receios os quais serão explicados a seguir.

Sendo assim, nesse artigo serão abordadas as dificuldades e dicas de como conseguir uma casa ou apartamento para aluguel na Itália para cidadania italiana.

PREÇO

O preço de aluguel na Itália pode variar entre 400 e 1500 euros, tudo vai depender da região do País, tamanho do apartamento, se é no centro ou mais afastado, se é uma cidade turística (Roma, Milão ou Veneza, por exemplo), entre outras variantes.

Além disso, existe um sistema parecido com o caução no Brasil chamado caparra, que é um adiantamento de 1 a 3 alugueis. Isso serve como um seguro para o proprietário do imóvel.

Se não acontecer nenhum dano ao imóvel, a caparra geralmente é devolvida no final do contrato. Em alguns casos, o proprietário abate o valor da caparra nos últimos meses de aluguel.

Para ter uma noção de quanto ficaria viver na Itália com as demais despesas, clique aqui.

DIFICULDADES

CONTRATOS

Uma das principais dificuldades com aluguel na Itália para cidadania italiana são os contratos, já que, normalmente eles fazem um contrato de 4 anos podendo prorrogar por 4 anos. Então, fazer um contrato de poucos meses é uma coisa que os italianos não estão habituados a fazer.

Além disso, é uma negociação de alto risco para o proprietário, pois, um processo judicial de despejo na Itália custa pelo menos 2500 euros. E pela legislação da Itália famílias com menores de idade, não podem ser despejadas.

Sendo assim, os italianos podem ser bem resistentes em alugar para uma pessoa que não tem renda comprovada na Itália e nem histórico de crédito italiano.

Outro fator que complica é que o proprietário do imóvel paga uma taxa de 400 euros para registrar o contrato de aluguel na agenzia delle entrate, e mais 22% do valor que ele recebe de aluguel em imposto.

Portanto, seu rendimento com o aluguel tirando o valor da taxa de registro e o imposto para 4 meses é bem baixo, sendo que ele poderia alugar este imóvel para outro italiano, com muito menos riscos.

IMOBILIÁRIAS

Se você optar por imobiliária um mês de aluguel é cobrado do inquilino e um mês do proprietário para formalizar o contrato como intermediário. Sendo assim, sem imobiliária é mais vantajoso financeiramente pois, além da taxa de registro e imposto, há também essa taxa da imobiliária.

Assim como o proprietário, as imobiliárias também têm resistência pelo contrato de curto período, falta de comprovação de renda e falta de referências.

ESTRANGEIRO

É muito comum os italianos terem tido algum problema com estrangeiro ou conhecer alguém que teve. Infelizmente, às vezes acontece a generalização, não importando se é argentino, brasileiro ou venezuelano.

Além disso, recentemente houve alguns escândalos envolvendo falsificação de documentos para obtenção da cidadania italiana, envolvendo inclusive um padre italiano.

Já não era muito bem visto o fato de obter a cidadania italiana e ir embora do País. Agora então, foi formada uma imagem um pouco pior sobre o Brasileiros.

AQUECIMENTO

Nas residências da Itália é essencial ter aquecimento a gás. Sendo assim, é importante tomar cuidado e conferir se há ou não o Capoto. Capoto é uma camada de isopor por fora da casa, que serve como isolamento térmico evitando um gasto absurdo de gás no inverno. A diferença de valor pode chegar a 4 vezes maior.

SITES PARA ALUGAR CASAS OU APARTAMENTOS

Ainda que seja difícil conseguir um imóvel para aluguel na Itália, a maioria das pessoas conseguem. Portanto, não desista do seu direito. Para a sua busca, há esses sites que podem ajudar a encontrar uma residência:

Subito
Airbnb
Immobiliare
Casa
Idealista
VRBO
Easy apartments to rente

DICAS PARA CONSEGUIR ALUGAR

  • Quanto mais você souber o idioma italiano, melhor será. Para que você possa negociar, resolver as burocracias e até mesmo fazer amizades.
  • Saia do Brasil já com o Comune escolhido ou então a Região.
  • Pesquise muito sobre o Comune ou Região escolhida. Fale com brasileiros que moram lá, pesquise no Google, veja vídeos, blogs e grupos de Facebook.
  • Tenha foco no processo de cidadania italiana e deixe o turismo para depois que fixar residência;
  • Pesquise se há terremotos na região escolhida.
  • Placas de vende-se são mais comuns, então ligue e converse diretamente com o proprietário se ele aceita alugar por um tempo curto.
  • Faça amizades com pessoas que estão na Itália, elas podem ser essenciais para você conseguir um lugar para morar e até mesmo um trabalho no futuro.
  • Quando estiver interessado em algum imóvel, verifique se está mobiliado.
  • Pode ser que a garagem não faça parte da locação.
  • Fique atento a TODOS os detalhes do contrato.
  • Não faça acordo sem contrato.
  • Quando for encontrar o proprietário, vá bem vestido pois, isso faz diferença para avaliação e passar confiança.
  • Tenha calma e paciência com os italianos, entenda o lado deles.
  • Tenha humildade e peça ajuda.
  • Não minta para o proprietário, sempre diga a verdade.
Tags , , ,
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Reset password

Recover your password

A password reset link will be e-mailed to you.

Back to